Diagnóstico de perda auditiva na infância

O que é perda auditiva?

A perda auditiva é definida como perda da audição condutiva ou permanente, bilateral ou unilateral, congênita ou adquirida. Também pode ser perda auditiva neural, por exemplo, “neuropatia auditiva / dessincronia”.

O que é triagem auditiva neonatal universal (TANU)?

É um exame de triagem para avaliação auditiva. Pode ser feito através do PEATE (audiometria de tronco encefálico) ou EOA (emissões otoacústicas) ate o primeiro mês de nascimento.

Qual a recomendação para a triagem auditiva neonatal universal (TANU)?

A triagem auditiva neonatal ate um mês de vida é recomendável para todos os bebês e que todas perdas auditivas sejam identificadas antes dos 3 meses. Pois a maioria das crianças com perda auditiva congênita, ou seja, nasceu com a perda auditiva, é identificada na TANU, mas as perdas auditivas podem ter outras causas.

Qual a importância de identificar a perda auditiva precocemente?

A perda auditiva deve ser identificada e a intervenção adequada deve ser proposta ate os 6 meses de vida. A perda auditiva pode ocasionar problemas nas habilidades da linguagem e aprendizado ao longo da vida, afetando a comunicação, o desempenho escolar e profissional e o desenvolvimento social e emocional.

Todas as perdas auditivas são identificadas pela TANU?

Tem perdas auditivas que não são identificadas pela TANU, como:

• Perda auditiva de inicio tardio – apareceu depois do período da triagem auditiva;

• Perda auditiva progressivas – o grau de perda aumenta com o tempo;

• Perda adquirida – a causa da perda auditiva pode ser por trauma crânio encefálico, infecções como meningite bacteriana e viral, varicela, herpes simples, sarampo, e por outras condições médicas.

• Perda auditiva neural.

Existem outros sinais de perda auditiva na infância?

A academia americana de Pediatria estabeleceu os indicados de riscos associados a perda auditiva congênita e de inicio tardio ou progressiva. As crianças que apresentam um ou mais indicadores devem ser submetidas à avaliação audiológica completa até os dois anos de vida.

Indicadores de risco do Joint Committee on Infant Hearing 2oo7:

1. Preocupação dos pais em relação a atrasos na audição, fala, linguagem o desenvolvimento;

2. História familiar de perda auditiva;

3. Permanência em UTI por mais de 5 dias; IOT (intubação orotraqueal); CPAP (ventilação assistida); uso de medicações ototóxicas (gentamicina, tobramicina, furosemida); Hiperbilirrubinemia que requer transfusão exsanguïneo (icterícia grave). A recomendação é realizar o PEATE (audiometria de tronco encefálico) na internação e depois avaliação auditiva abrangente.

4. Infecções intrauterina, como: CMV (citomegalovírus), herpes simples, rubéola, sífilis e toxoplasmose;

5. Anomalias crânio faciais;

6. Achados físicos que sugerem associação a uma síndrome, como mecha de cabelo branco.

7. Síndromes associadas com perda auditiva;

8. Doenças degenerativas;

9. Infecções pós-natais associadas a perda auditiva, como: meningite bacteriana e viral, herpes simples, varicela confirmadas;

10. Traumatismo crânio encefálico;

11. Quimioterapia;

12 Otite média recorrente ou persistente por mais de 3 meses.

Se a criança não passou na triagem auditiva?

Deve-se encaminhar para reavaliação auditiva em ambas orelhas, mesmo que falou em apenas uma orelha. É recomendado avaliação abrangente que inclui a avaliação com otorrinolaringologista e exames diagnósticos, como audiometria comportamental ou condicionada, Impedanciometria e o PEATE clique e frequência específica.

A criança precisa retornar no otorrinolaringologista?

É recomendável que a criança que tem fator de risco (Joint Committee on Infant Hearing 2oo7) retorna com o otorrinolaringologista, o tempo e o numero de reavaliações serão personalizadas e individualizas, dependendo da probabilidade relativa de uma perda auditiva de início tardio.

Se a criança tem perda auditiva, precisa passar em outros profissionais da saúde?

Além do otorrinolaringologista e do fonoaudiólogo, deve-se orientar o encaminhamento para outras avaliações dependendo da causa, como: oftalmologista (avaliação da acuidade visual) geneticista, neurologista e outros.

Quando deve iniciar o tratamento para perda auditiva?

Todas as famílias de crianças com qualquer grau de perda auditiva permanente, bilateral ou unilateral, devem ser encaminhadas a intervenção precoce. Dependendo da cidade aonde moram, deve dar entrada de referência em perda auditiva ou procurar profissionais especializados para crianças com perda auditiva.

Como é o desenvolvimento auditivo na infância?

  • Idade (Meses)

Desenvolvimento Normal

  • 0–4 meses

Deve reagir à sons altos, acalma-se à voz da mãe, interromper atividades momentanea- mente durante a apresentação de som em níveis de conversação

  • 5–6 meses

Deve localizar corretamente o som apresentado em um plano horizontal, iniciar a imitar sons em repertório próprio da fala ou pelo menos vocalizar reciprocamente com um adulto

  • 7–12 meses

Deve localizar corretamente o som apresentado em qualquer plano, deve responder ao nome, mesmo quando falado baixo

  • 13–15 meses

Deve apontar em direção a um som inesperado ou objetos familiares ou pessoas quando solicitado

  • 16–18 meses

Deve seguir instruções simples, sem gestos ou indicações visuais; pode ser treinado para alcançar um brinquedo interessante, quando um som é apresentado

  • 19–24 meses

Deve apontar para partes do corpo quando solicitado; com cerca de 21 meses podem ser treinados para realizar audiometria condicionada

Fonte: Matkin ND. Pediatr Rev 1984;6:151.

Referências Bibliográficas

www.jcih.org

Avaliação da perda auditiva na infância – IX Manual de Otorrinolaringologia Pediátrica da IAPO

Dra. Mônica Elisabeth Simons Guerra

Dra. Vanessa Magosso Franchi

Um comentário em “Diagnóstico de perda auditiva na infância

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: